Tecnologia aumenta expectativa por presença de torcida em estádios

A informação foi divulgada pelo jornal O Globo, e a princípio a ideia deste teste é ajudar o público que for aos estádios.

Foto: Reprodução

Os clubes brasileiros segue em busca de uma solução para retornar com o futebol o quanto antes mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus, uma espécie de ‘teste de bafômetro’ é tido como possibilidade.

Você conhece o canal Bahiaço no Youtube? Clique e se inscreva!

Siga o Bahiaço também no Instagram

A informação foi divulgada pelo jornal O Globo, e a princípio a ideia deste teste é ajudar o público que for aos estádios serem ‘examinados’ de forma rápida e eficiente. Ainda segundo a publicação, a promessa é que o teste ainda tenha um custo mais baixo, além de uma eficácia maior.

A ideia, claro, tem chamado a atenção de clubes e entidades do esporte. O tema entrou em discussão em fóruns que debatem como a tecnologia pode ajudar no retorno dos torcedores aos estádios. A solução agiria em pouco mais de um minuto e com 90% de precisão nos primeiros testes. Segundo as informações divulgadas, o aparelho será submetido à testes daqui um mês.

Desenvolvido pelo professor Gabby Sarusi, da Universidade Ben-Gurion, de Israel, a tecnologia teria um custo de aproximadamente R$ 60 (considerável acessível e de baixo custo). Inicialmente, o produto foi pensado para ser utilizado para aeroportos, empresas e também para o esporte.

Para realizar o teste, o torcedor sopra o dispositivo, que tem um chip eletrônico equipado com diversos sensores que podem indicar a presença, ou não, da Covid-19. Isso porque, o aparelho tem diferentes propriedades ópticas e eletromagnéticas. Na sequência, o sistema analisa a amostra biológica e fornece um resultado positivo ou negativo preciso por meio de um sistema conectado à nuvem, que é integrado a um banco de dados e disponibilizado para autoridades.

Faça seu Comentário

Deixe sua opinião abaixo:

Sobre Bahiaço 2133 Artigos
Veiculo informativo independente sobre o Esporte Clube Bahia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*