‘A gente não fez nossa parte’, diz Bellintani sobre vaga na Libertadores

Guilherme Bellintani

Após a derrota por 4 a 3 para o Goiás neste domingo (24), o presidente Guilherme Bellintani revelou não acreditar mas na classificação para a Libertadores em 2020.

Além admitir que a disputa pela Libertadores passa a ser um objetivo irrealista, a partir de agora, o presidente tricolor também diz que trabalha para entender os motivos que fizeram o time cair de produção.

“Segundo turno muito ruim, abaixo, com números que a gente não esperava. Lógico que sempre fui pés no chão de colocar como objetivo de o clube ficar entre os dez no Brasileirão. Mas, pelo primeiro turno que a gente fez, que brigou pela Libertadores… Apenas a briga acabou antes do que a gente imaginava. O que importa agora é entender o motivo do time cair tanto”, disse.

Com o fim do sonho de alcançar uma vaga na próxima edição da Libertadores, Bellintani fala em terminar o Brasileirão de 2019 com resultados positivos, daqui em diante, para honrar a campanha tricolor no primeiro turno.

“É terminar o campeonato em bom estilo, honrando a camisa do clube e aprender com os erros. Pior colocação que estivemos foi a 12ª colocação. O que acontece é que nosso primeiro turno fez ter uma expectativa maior. Nesse momento, dá uma tristeza. É levantar a cabeça, mostrar que o time tem um projeto, e entender que a gente erra. Rendimento muito ruim no segundo turno”.

Bellintani também afirmou que o Bahia “entregou” um campeonato que estava pedindo para que o Bahia se classificasse entre os seis primeiros. Faltou, no entanto, o time fazer a sua parte.

Entregamos um campeonato que estava pedindo para a gente se classificar. A gente não fez nossa parte”, finalizou.

O Bahia é o 10º colocado, com seis pontos de desvantagem para o oitavo colocado, Corinthians, faltando quatro rodadas a serem disputadas.

O próximo desafio do Esquadrão será na quarta-feira (27), contra o Atlético Mineiro, na Fonte Nova.

. Siga o Instagram do Bahiaço, Clique aqui!

Faça seu Comentário

Deixe sua opinião abaixo:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*