Cerri vê disputa pelo G-6 como motivo para queda de rendimento

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

A má fase do Bahia está mais do que escancarada. Sem vencer há cinco rodadas no Brasileirão, a equipe tricolor também vive um momento de mais de um mês sem triunfar dentro de casa.

Após toda expectativa pela briga por uma vaga na próxima Libertadores, o mau momento vivido pelo Esquadrão pode ser considerado como um “balde de água fria” nos próprios torcedores. Assim como também é lamentado internamente.

Diretor de futebol tricolor, Diego Cerri falou sobre o mau futebol apresentado pelo time, ao longo do segundo turno, e afirmou ter visto o peso de disputar pelo G-6 como o motivo para a queda de rendimento.

“Não adianta brigar com os fatos. A gente não vem jogando bem. Parece que chegou um peso em todo mundo com essa busca pela Libertadores. Mas a gente sabe que é um grupo que só tem homens de caráter, que estão empenhados em buscar. Outras equipes passaram por esse momento em outra fase do campeonato. Estamos passando num momento em que criamos expectativa. É colocar a cabeça no lugar para voltar a render“, avaliou o dirigente, em entrevista à Rádio Transamérica.

Um dos responsáveis pela montagem dos elencos do Bahia, Cerri foi perguntado sobre o perfil dos jogadores que virão ao clube em 2020. No entanto, afirmou que o momento é de estar focado exclusivamente em recuperar rendimento e terminar o Brasileirão na posição mais alta possível.

“O momento é de focar no Brasileiro. Temos que encerrar bem, por nós, pelo clube e pela torcida. Hoje estamos na melhor colocação do Bahia nos pontos corridos, mas temos que encerrar bem. Mais do que tudo, temos que recuperar o bom futebol para nos levar a uma pontuação mais alta. Todo nosso foco está nesse sentido”,

O Esquadrão entrará em campo novamente no domingo (10), às 18h, contra o Flamengo, no estádio Maracanã.

Faça seu Comentário

Deixe sua opinião abaixo: