Bahia vacila e leva virada do Ceará

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Bahia entrou em campo na noite desta segunda-feira (21), para enfrentar o Ceará em Pituaçu e acabou sendo derrotado por 2 a 1, em partida válida pela 27º rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado em casa, o Esquadrão perde a chance de assumir uma posição no G-6 e termina a rodada em oitavo lugar.

O próximo desafio do Tricolor de Aço será contra o Internacional, no sábado (31), na Arena Fonte Nova.

O JOGO

Vindo de um triunfo sobre o Grêmio, fora de casa, o Esquadrão entrou em campo buscando o triunfo para voltar a ocupar um lugar no G-6. Para isso, tentou se impor ofensivamente desde os primeiros minutos.

Porém, mesmo jogando com o apoio da nação, o Tricolor encontrou dificuldades para furar a retranca alvinegra na primeira etapa. A primeira grande chance do jogo aconteceu aos 13 minutos, em uma tronca de passes em velocidade que quase terminou em uma finalização de Gilberto. Mas o jogador foi travado pela defesa.

Sem conseguir espaço para armar contra-golpes e jogadas em velocidade, o Tricolor tentava chegar à área alvinegra em lances pelos lados do campo, mas em momento algum levou perigo ao goleiro Diogo Silva no primeiro tempo.

Pelo lado do Ceará, o lateral-esquerdo João Lucas cobrou uma falta perigosa, aos 40 minutos, e obrigou uma defesa difícil por parte de Douglas.

SEGUNDO TEMPO

Para tentar pressionar o Ceará e buscar o triunfo, o técnico Roger Machado apostou na saída de Guerra já no intervalo. O meio-campista foi substituído por Marco Antônio.

Com pouco tempo em campo, Marco Antônio iniciou um contra-ataque, aos oito minutos, e lançou para Élber. O camisa 7 cruzou para a grande área, mas Artur chutou por cima e perdeu uma chance clara de gol.

Em resposta ao início promissor do Bahia, o Ceará exerceu pressão por alguns minutos, fazendo o goleiro Douglas ter trabalho com bolas levantadas para a grande área tricolor.

Ainda insatisfeito com a movimentação ofensiva do Esquadrão, Roger esgotou suas duas últimas substituições antes mesmo dos 20 minutos. Mandou a campo Arthur Caíke e Fernandão, substituindo Élber e Gilberto.

Aos 22 minutos, Marco Antônio acertou um passe em profundidade entre os zagueiros do Ceará. Arthur Caíke saiu na frente do arqueiro adversário, mas não conseguiu balançar as redes.

Gol do Bahêêa

Com toda dificuldade para armar jogadas ofensivas pelo chão, o Bahia chegou ao gol em um lance de bola aérea. Aos 30 minutos, Marco Antônio cobrou falta em direção à grande área adversária e Artur cabeceou para colocar o Esquadrão de Aço em vantagem.

O resultado momentâneo já era suficiente para recolocar o Bahia dentro do G-6 do Brasileirão.

Empate do Ceará

Porém, a festa pelo triunfo provisório durou apenas dez minutos. Aos 40, o zagueiro Luiz Otávio subiu mais do que a defesa tricolor, em cobrança de escanteio, e cabeceou firme, sem dar chances para o goleiro Douglas.

Na reta final, o Bahia ainda tentou se lançar ao ataque em busca do gol do triunfo, mas voltou a esbarrar na defesa alvinegra.

Virada do Ceará

Enquanto o Bahia não conseguia balançar as redes, o Ceará chegou ao gol da virada nos acréscimos, a partir de um um escanteio que não existiu. Novamente, o zagueiro Luiz Otávio foi quem marcou.

Faça seu Comentário

Deixe sua opinião abaixo:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*