Roger Machado faz mistério sobre time titular que enfrentará o Palmeiras

Roger Machado faz mistério sobre time titular que enfrentará o Palmeiras
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

O técnico Roger Machado concedeu entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (08) e comentou sobre seu reencontro com o Palmeiras, neste domingo pelo Campeonato Brasileiro.

Para a partida deste final de semana, Roger Machado possui uma série de desfalques em seu time titular e também no banco de reservas. Juninho e Artur estão fora, por questões contratuais, além da ausência do suspenso Fernandão. Elton e Arthur Caíke ainda são dúvidas.

Em entrevista coletiva no Fazendão, o treinador tricolor admitiu o impacto dos desfalques em sua equipe titular, mas falou sobre a importância de contar com os demais jogadores do elenco para substituir quem não poderá jogar.

“As ausências fazem parte de um campeonato longo. Impactaram de lesões, cartões, por suspensões, por essas questões contratuais, que jogadores que foram emprestados não podem atuar contra os clubes que os emprestaram. Agora, com relação a ter feito testes, é o que menos me importa nesse momento. Juninho, por exemplo, chegou de empréstimo, quatro dias depois estava no campo, e atuou bem ao lado de seus companheiros. É a oportunidade para quem está treinando bem substituir esses atletas que hoje são titulares. E poder mostrar força do nosso grupo”, avaliou o técnico.

Com passagem recente no comando técnico do Palmeiras, durante o primeiro semestre de 2018, Roger Machado falou sobre o reencontro com pessoas de seu passado, mas garantiu foco total em conquistar pontos no Allianz Parque.

“Roger do Palmeiras e o dos outros clubes por onde passei é o mesmo. Não mudei em nenhum dos meus aspectos pessoais ou profissionais. Esse reencontro faz parte da nossa vida profissional. A alegria que tenho hoje é de ir jogar contra o Palmeiras pelo Bahia. Poder reencontrar as pessoas com quem trabalhei. Deixei muitos amigos em São Paulo. Poder rever e jogar contra o Felipão, que foi um dos grandes responsáveis pela minha ascensão como jogador. Acima de qualquer outro aspecto, a possibilidade de jogar bem fora de casa, conquistar pontos que nos permitam subir na tabela”, falou o técnico.

O que esperar do Palmeiras em oscilação

“Se o Palmeiras vem oscilando e está em segundo lugar, a gente não se engana por isso. Era líder até pouco tempo, quase um ano sem perder um jogo pelo Brasileiro. Foi perder agora, recentemente. Tem um elenco recheado de grandes jogadores. A gente vai enfrentar lá com a noção exata que será um jogo duro, difícil, equilibrado. Para ter êxito e obter o primeiro triunfo fora de casa, temos que fazer uma partida quase perfeita, como fizemos contra o Flamengo. Aumentar a possibilidade de vitória. Ter uma tarde de domingo muito concentrada e que todas as coisas aconteçam bem para a gente”.

Postura do Bahia contra o Palmeiras fora de casa

“Dentro de casa a gente sempre procura ser ousado. Se pegar as vitórias dentro de casa foram todas com ousadia. O fato de fazer três gols em contra-ataque não significa que não foi ousado. Ter quatro jogadores contra-atacando em velocidade a partir de sua área para definir a jogada é uma ousadia absurda. A qualidade do Grêmio de ter a bola talvez tenha nos empurrado para dentro do gol. E se tratando de jogo decisivo, pesa um pouco o fator emocional, o fator inédito de passar para a próxima fase. Dentro de casa a gente se propõe a jogar com intensidade, ousadia, fazendo o adversário se sentir desconfortável, e os resultados têm aparecido. As características do time mudaram um pouco, temos o Lucca, Giovani, isso altera um pouco, se consegue pressionar mais a bola, ter mais a posse pela habilidade. O objetivo é sempre esse. Ser ousado dentro de casa, pressionar, fazer o adversário se sentir desconfortável. Fora de casa muitas vezes alternar momentos de pressionar no campo adversário. Oferecer a bola se fazer valer dos espaços em velocidade no campo que é dado”.

João Pedro ainda fica fora

“João está no processo de condicionamento físico. Veio de férias, pela característica física é muito potente, precisa estar bem fisicamente para estrear. Fica para um futuro próximo. Temos que ter paciência. Para esse jogo, ainda não contarei com João Pedro. Talvez para o próximo fim de semana”.

Giovanni deve jogar

“Hoje ele faz a transição para ir para campo. Só fez tratamento na folga, nos outros dias fez trabalho de transição. Para não entregar direto para a bola. (…) Acredito que a partir de amanhã esteja à disposição para trabalhar com o grupo”.

O Bahia vai enfrentar o Palmeiras às 16h deste domingo, no Allianz Parque.

Siga o Bahiaço no instagram e confira as notícias do Esquadrão, Clique aqui!

Faça seu Comentário

Deixe sua opinião abaixo:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*