Apático em campo, Bahia é derrotado pelo Atlético-MG

Em Belo Horizonte, no Independência, o Bahia não conseguiu segurar o Atlético-MG e foi derrotado por 1 a 0, na noite deste sábado (17), pelo Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, Tricolor segue com 44 pontos na tabela, na 10a posição, faltando ainda os jogos deste domingo para o encerramento da 35a rodada da competição. O time volta a campo nesta quinta-feira, quando recebe o Fluminense, às 20h (horário da Bahia), na Fonte Nova.

O 1o tempo foi de muita pressão por parte do Atlético-MG, sem que o Bahia conseguisse fazer sua característica marcação avançada, nem tampouco acertar os contra-ataques cedidos pelo Galo.

A equipe mineira conseguiu envolver em muitos momentos a zaga tricolor, que teve na segurança do goleiro Douglas sua melhor figura na etapa inicial. Os defensores também foram bem nas bolas aéreas, sem permitir que o adversário ameaçasse nos muitos lances de bola parada que teve próximos à área, garantindo assim o 0 a 0 no placar.

Logo no início do 2o tempo, o Atlético-MG marcou seu gol. Depois de uma cobrança rápida de falta na intermediária, o Galo pegou a zaga tricolor desprevenida e chegou à linha de fundo com Chará. Ele serviu Cazares na entrada da área e o meia acertou um chutaço no ângulo de Douglas, aos 6 minutos.

Mas nem deu tempo do time mineiro celebrar muito o tento, já que aos 7 o lateral Fábio Santos foi expulso e o Bahia ficou com um jogador a mais em campo. A partir de então, o Esquadrão passou a ter o domínio da ações, mas sofrendo muito para conseguir finalizar em gol.

A melhor chance só veio a acontecer aos 36, com Edigar Junio se antecipando à zaga e cabeceando para o chão, forçando Vitor a fazer grande defesa. O Esquadrão se esforçou até o final, mas não conseguiu o gol de empate, voltando a perder no Brasileirão após quatro rodadas.

O Bahia atuou com: Douglas; Bruno, Jackson (Allione), Tiago e Paulinho; Gregore, Nilton (Vinícius), Flávio, Ramires (Gilberto) e Elber; Edigar Junio.

Foto: Clube Atlético-MG / Flickr

Faça seu Comentário

Deixe sua opinião abaixo:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*